Quem sou eu

Minha foto

Escritor por ofício, natural de Poços de Caldas - MG, 57 anos, divorciado, residente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Acadêmico correspondente da Academia de Arte de Cabo Frio e cidades da região dos lagos RJ; Acadêmico correspondente da Academia de Artes de Fortaleza CE; Acadêmico Corresponde da Academia de Letras ALPAS 21, Porto Alegre, RS.

Colunista nos Websites de Literatura:

  1. Recanto das Letras - Brasil
  2. World Art Friends - Portugal
  3. Poesia Fã Clube – Portugal
  4. Luso Poemas - Portugal

e titular dos  WebSite e Blog:

www.fabiorenatovillela.com

http://fabiorenatovillela.blogspot.com

                        LIVROS SOLOS PUBLICADOS

  • Poética 1 (pré lançamento)
  • Filósofos Modernos e Contemporâneos - (prelo)
  • Adaptação de OS LUSÍADAS ao Português Atual – 2000 -2007 - 2013
  • Umas 300 Poesias - 2012
  • Gregas Tragédias - Resumos Comentados - 2011
  • Cristina Poema – 2011
  • Filosofia Sem Mistérios - Dicionário Sintético de Filosofia (02 tomos) - 2010
  • Crônicos Contos Poéticos – 2010
  • Versos Reversos, poemas – 2010
  • Lilian em Versos - 2010
  • Deusas e Deuses Hindus - 2009
  • Onomástico dos Personagens e Lugares Bíblicos - 2009
  • Sobrevivendo com o Câncer Linfático – 2000 - 2012

Participação em trinta e duas Coletâneas e Antologias.

ALGUNS PRÊMIOS RECEBIDOS:

  • Classificado em 1º lugar no “MAPA CULTURAL PAULISTA” da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de SÃO PAULO em 2013-2014 com o poema “Sete de Setembro”. 
  • Eleito um dos melhores poetas luso-brasileiros de 2012, pela Associação de Poetas de região autónoma de Madeira - Secretaria de Cultura de S.G do Amarantes, PORTUGAL, em comemoração ao ano do Brasil – Portugal.
  • Classificado na seletiva da Editora "L-Harmattan", Paris, FRANÇA, em 2010 com o livro "Lilian em Versos". 
  • Classificado para a Feira do livro de Frankfurt, ALEMANHA, em setembro/outubro 2010, com os contos "A Valsa" e "Deus, o homem e o vinho". 
  • Eleito "POETA REVELAÇÃO", em 2009, pela Editora Corpos cidade do Porto – PORTUGAL. 
  • Selecionado em 2006, pela Biblioteca Pública do Estado do Paraná, CURITIBA, para integrar o acervo digital da Instituição com o livro do livro "Sobrevivendo com o Câncer (1ª edição)". 
  • Classificado em 2º lugar no “XVI Concurso Internacional de Literatura da ALPAS 21”, PORTO ALEGRE, RS com a poesia "SECA" e menções honrosas para as poesias “A vida é”; “A tortura”; “Cordel”; “Boca” e “Ceia”. 
  • Classificado em 1º Lugar no “XV Concurso Internacional de Literatura – ALPAS 21”, PORTO ALEGRE, RS, com o Conto "Deus, o homem e o vinho". 
  • Classificado em 2º Lugar no “XIV Concurso Internacional de Poesias - da Casa de Cultura” CRUZ ALTA, RS. Com o poema “Luz” e menções honrosas para as poesias “Voz”, “Jarro” e para o conto “Lulu vegetariana” 
  • Classificado como um dos melhores poetas de 2009 pela ed. CBJE – Brasil, com a poesia "Ausência em amarelo". 
  • Eleito "Personalidade do ano de 2010" e “Personalidade do ano de 2012/2013” na área de produção literária, pela ARTPOP, Academia de Artes de Cabo Frio e região dos Lagos no Rio de Janeiro.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Filosofia Sem Mistérios - Dicionário Sintético 184

TEÍSMO – contemporaneamente o significado correto desse vocábulo é esquecido ou ignorado com freqüência. Por conseqüência, seu oposto, “Ateísmo”, toma um sentido e um significado errôneo e indevido.

Vulgarmente o “Ateísmo” significa a descrença em Deus. E não é raro que tenha conotação negativa; afinal, por uma lógica torta, considera-se que o “Ateu” ao não acreditar em Deus (sic), acredita em seu oposto, o Diabo. Ou, então, não acredita em nada, sendo um individuo ultra-materialista e desprovido de “bons sentimentos” (sic).

No parágrafo anterior mencionamos os Seres Divinos ou Diabólicos que normalmente estão nas mentes humanas quando elas pensam em termos religiosos. E, como se sabe, no Ocidente impera o Cristianismo, em suas diversas modalidades, e sua fonte imediata o Judaísmo. Em ambas, Deus é visto como um SER que tudo pode, tudo vê, tudo cria, tudo organiza e a tudo e a todos governa, mantendo a disciplina através de castigos e de recompensas. Castigos e recompensas, aliás, que não ficam restritos ao nível terreno, podendo ser estendido ao “Paraíso” e ao “Inferno” no pós morte.

É um modelo de divindade que traz muita semelhança com sua raiz mais profunda, o hinduísmo, e com sua origem mais próxima: a mitologia grega. Tanto quanto Atená, Hermes, Poseidon, Zeus e outras deidades do panteão da Grécia Clássica, o Deus Bíblico é tão vulnerável quanto os Seres a quem governa. E é justamente por isso, que esse DEUS se comporta como os Seres Humanos. Assim, sente raiva, remorso, arrependimento, dúvida, ciúme etc. E sua ligação com a mitologia grega é de tal sorte, que até o seu nome em grego, “THEOS”, acabou sendo incorporado pela Religião, donde derivou o nome “Teísmo” para designar os estudos religiosos (teologia) e tudo aquilo que tenha relação com a divindade.

Isto colocado é importante rememorar que “Ateísmo” ou “Ateu” NÃO significa descrer de Deus. Significa, sim, não acreditar neste tipo de Deus que a Religião coloca para ser venerado. Porém, nada impede que o indivíduo creia em outras formas de Deus, tais como: “Uma Energia”, “A Natureza”, “Os Ancestrais” etc.

Em termos racionais pode parecer simples fazer tal mudança de mentalidade, porém a noção de que há um “Super Homem”, ou um “Super SER”, que possa compensar os fracassos individuais, as fragilidades humanas, as injustiças sociais, as mágoas, as doenças etc. é por demais reconfortadora para que seja abandonada. É extremamente difícil para a frágil natureza humana abandonar o conforto dessa quimera; e apesar dos avanços tecnológicos, científicos, éticos (de certo modo) etc. não é possível vislumbrar um fim para esse apego à idealizada figura paterna.

Dentro dessa realidade é que se entende o Teísmo na condição de ser a Doutrina que prega a existência de um Deus único, onipresente, onisciente e criador do Universo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário